quinta-feira, 2 de julho de 2009

Continuação da saga da alimentação

O Tomás, desde um pouco antes de ter 1 ano, faz 4 refeições ao dia:

- Pequeno almoço: 1 biberão de leite

- Almoço: Sopa + fruta

- Lanche: 1 biberão de leite ou iogurte+fruta+bolacha

- Jantar: Sopa + fruta

O pediatra recomenda que não lhe dê: clara de ovo, kiwis e citrinos. Como tem pele atópica, é mais susceptível a alergias, logo aguardamos mais um pouco para introduzir estes items.
No entanto, sei que aos 15 meses ele levará uma vacina (a VASPR) e que, convém saber se faz alergia à clara de ovo ou não. Se fizer, há que falar com o médico sobre a necessidade de dar esta vacina no hospital (para o caso de ser necessário cuidados mais específicos após a toma) ou optar por não a administrar (nos casos da alergia ser muito grave, pode desencadear alguma reacção violenta após a toma da vacina). Já agora, convém dar pelo menos 2 vezes o alimento para determinar se é alérgico ou não. Da 1ª vez que come determinado alimento, o corpo pode desenvolver os meios para combater a alergia mas, só actua da próxima vez que esse mesmo alimento for consumido. Ou seja, pode não haver nenhuma reacção na 1ª vez que comer algo e, uma grande alergia da 2ª vez.

Ainda não consegui introduzir sempre o 2º prato a seguir à sopa, até porque ele não quer comer, prefere do nosso prato; Mas, vou ter mesmo que o fazer, o pediatra recomenda e insiste neste ponto!

Às vezes, entre as refeições, come 2 bolachas, ou pão ou uma peça de fruta, dependendo se mostrar fome ou não e, geralmente bebe perto de 1 litro de água ao longo do dia.

Nunca habituei o Tomás ao biberão de leite antes de dormir. Como jantamos sempre tarde (por volta das 21h), ele ia dormir às 22h, pelo que nunca associou o biberão ao dormir. Só lho dava se ele acordasse de noite e, desde há uns tempos que o deixou de vez. Graças a isto, acho que me vai ser relativamente fácil deixar de dar biberão e introduzir a caneca para o leite, daqui a poucos meses. Porque, para os bebés que bebem o leite antes de ir dormir, deve ser mais difícil fazer esta transição, pois a sucção no biberão, também é um calmante e, ajuda-os a conciliar o sono.

Mas isto da alimentação é muito vasto. Cada pediatra tem uma opinião diferente e, há que confiar no profissional que nos acompanha. Eu confio no nosso pediatra e, salvo raríssimas excepções, sigo as indicações que ele nos dá. Penso que é para isso que lá vamos às consultas. Se fosse só para medir e pesar, iria ao Centro de Saúde e não teria que pagar consulta.

1 comentário:

Marina disse...

Ora nem mais! Se não seguirmos os conselhos que o pediatra nos dá é a mesma coisa que atirar dinheiro à rua. O Manuel também tem o mesmo número de refeições, só que não bebe leite, mas sim papa de cereais ou iogurte com bolacha ou fruta. Bjs