sexta-feira, 3 de julho de 2009

Actualização sobre a forma de locomoção

Depois de ter aprendido a gatinhar à soldado no exército (com os cotovelos), não gostava muito de o fazer, preferindo sempre a versão do caminhar agarrado à mão de alguém.
Ultimamente, como percebeu que, estando alguém a dar-lhe a mão, o impede de ir a determinados sítios proibidos a bebés e, como já aprendeu a gatinhar de mãos bem assentes no chão, já prefere ir a gatinhar para esses sítios, pois já sabe que se não for assim, ninguém o leva lá...
Esperto, não?
Tenho que pôr uma placa na porta a avisar do facto, para que não o pisem quando lá entrarem em casa.
Outra coisa importante é olhar sempre para o outro lado da porta antes de a abrir (graças a Deus pelos vidros nas portas de lá de casa), porque ele adora estar atrás da porta...
Por último, mentalizar-me que o gajinho gatinha a uma velocidade incrível e, chega num ápice a todo o lado. Ahh, e a velocidade é directamente proporcional ao tamanho da asneira que está prestes a cometer! E se dissermos "Não vás", ele aumenta mais a velocidade.. Qualquer dia, rompe os joelhos! :)

1 comentário:

Marina disse...

Confesso que vou ter saudades quando o Manuel deixar de gatinhar... São tão fofos a dar ao rabo! É mesmo como tu dizes, a velocidade é proporcional ao disparate, o meu parece uma flecha quando vê que não há obstáculos entre ele e as coisas proíbidas. eheh Bjs